Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) representa uma das principais causas de mortalidade do mundo, com projeções para se tornar a 3ª maior causa de morte em 2020.1 No Brasil, estima-se que 7 milhões de brasileiros vivam com a doença.2

O manejo farmacológico apropriado da DPOC envolve o tratamento com broncodilatadores para reduzir a limitação do fluxo de ar e a hiperinsuflação.3 Em pacientes com DPOC moderada a grave, a dupla broncodilatação pode ser considerada como terapia inicial no momento do diagnóstico.1

Atualmente, existem 4 estudos head-tohead entre as combinações LAMA/LABA existentes.4-7 

Recentemente, na primeira comparação direta entre terapias combinadas, Anoro comprovou superioridade vs. tiotrópio/olodaterol (TIO/OLO).7

Os resultados demonstraram melhora de 40%* na função pulmonar e além disto, os pacientes que receberam Anoro apresentaram o dobro de chances de ter melhora clinicamente significativa na função pulmonar em comparação à outra terapia.7

Portanto, em pacientes sintomáticos com DPOC moderada, Anoro é o ÚNICO que apresenta dados head-to-head positivos vs. outro LAMA/LABA no mercado.7

REAÇÕES ADVERSAS: INFECÇÃO DO TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR, TOSSE, DOR OROFARÍNGEA, INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO, CONSTIPAÇÃO, BOCA SECA, FIBRILAÇÃO ATRIAL, TAQUICARDIA. PRECAUÇÕES: ANORO DEVE SER USADO COM CAUTELA EM PACIENTES COM DOENÇA CARDIOVASCULAR GRAVE, GLAUCOMA DE ÂNGULO ESTREITO, RETENÇÃO URINÁRIA, DISTÚRBIOS CONVULSIVOS, DIABETES MELLITUS E CETOACIDOSE.8

  • Referências

    1. GLOBAL INITIATIVE FOR CHRONIC OBSTRUCTIVE LUNG DISEASE. Global Strategy for Diagnosis, Management and Prevention of COPD. Updated 2018. Disponível em: <http://goldcopd.org/wp-content/uploads/2017/11/ GOLD-2018-v6.0-FINALrevised-20-Nov_WMS.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2018.

    2. MENEZES, AMB. Worldwide burden of COPD in high and low-income countries. Part II. Burden of chronic obstructive lung disease in Latin America: the PLATINO study. Int J Tuberc Lung Dis, 12(7): 709-712, 2008.

    3. PRICE, D. et al. Dual bronchodilation in COPD: lung function and patient-reported outcomes – a review. Int J Chron Obstruct Pulmon Dis, 12: 141-168, 2017.

    4. BUHL, R. et al. Efficacy and safety of once-daily QVA149 compared with the free combination of once-daily tiotropium plus twice-daily formoterol in patients with moderate-to-severe COPD (QUANTIFY): a randomised, non-inferiority study. Thorax, 70(4):311-9, 2015.

    5. KALBERG, C. et al. Dual Bronchodilator Therapy with Umeclidinium/Vilanterol Versus Tiotropium plus Indacaterol in Chronic Obstructive Pulmonary Disease: A Randomized Controlled Trial. Drugs R D, 16(2):217-27, 2016.

    6. KERWIN, E. Dual Bronchodilation with Indacaterol Maleate/ Glycopyrronium Bromide Compared with Umeclidinium Bromide/Vilanterol in Patients with Moderate-to-Severe COPD: Results from Two Randomized, Controlled, Crossover Studies. Lung, 195(6):739-747, 2017.

    7. FELDMAN, G. Comparative Efficacy of Once-Daily Umeclidinium/Vilanterol and Tiotropium/Olodaterol Therapy in Symptomatic Chronic Obstructive Pulmonary Disease: A Randomized Study. Adv Ther, 34(11):2518-2533, 2017. 

    8. ANORO ELLIPTA (brometo de umeclidínio/trifenatato de vilanterol). Bula do produto.