Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

Eficácia

I - Rápida melhora da função pulmonar na primeira dose:2*
Anoro demonstrou um ganho de 112mL da função pulmonar quando comparado ao placebo na primeira medição (15min no dia 1).



Gráfico adaptado da referência 2

Melhora clinicamente significativa do VEF1 pré dose aos 15 minutos no dia 1 em comparação com placebo, p <0,001.2

MCID: Diferença mínima clinicamente importante.

* Baseado em um estudo duplo-cego, controlado com placebo de 24 semanas. Desfecho primário: VEF1 pré-dose vs. placebo.2

II - Maior broncodilatação que o tiotrópio:3 

O gráfico a seguir mostra o resultado no VEF1 pré dose de um dos três estudos realizados pela GSK para comparar o Anoro ao tiotrópio.3
Anoro apresentou dados consistentes de ganho da função pulmonar em todos os estudos. 

gráfico adaptado da referência 3

2,2x maior ganho da função pulmonar vs. tiotrópio na variação do VEF1 pré-dose no 6o mês, p<0.001.**3

MCID: Diferença mínima clinicamente importante.

**205 mL/93 mL=2,2 ou 120%.

† A GSK realizou três estudos clínicos para comparar Anoro™ Ellipta® com tiotrópio. Há uma melhoria consistente no VEF1 pré-dose em todos eles, variando de um ganho vs. tiotrópio de 60 a 112 mL no final dos estudos. Esses resultados foram mantidos a partir do dia 2 até o encerramento desses estudos.3,5

III - Menos erros críticos com o Ellipta® vs. outros inaladores comumente usados.6^
A dose do Anoro™ é entregue em um inalador fácil de usar que ajuda os pacientes a receberem os benefícios do tratamento7

A capacidade do paciente de usar o dispositivo prescrito afeta a adesão ao tratamento.8

Gráfico adaptado da referência 6

Proporção de pacientes que cometeram ≥1 erro crítico com Ellipta® após leitura da bula foi significativamente menor que com outros inaladores, p<0,001 para todas comparações.

^ Os erros críticos são definidos como erros que provavelmente resultarão em redução ou diminuição significativa da medicação inalada.6

Contraindicações: Anoro™ é contraindicado a pacientes com alergia à proteína do leite ou que tenham demonstrado hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.1

Precauções: Anoro™ não é recomendado para pacientes com asma. Anoro™ deve ser usado com cautela em pacientes com doença cardiovascular grave, glaucoma de ângulo estreito, retenção urinária, distúrbios convulsivos, diabetes mellitus e cetoacidose.1

Interações medicamentosas: Anoro™ não deve ser usado em associação com outros agonistas beta2‐adrenérgicos de longa ação e antagonistas muscarínicos de longa ação. O uso simultâneo de outros betabloquadores, seletivos ou não, deve ser evitado. Recomenda‐se cautela ao se coadministrar Anoro™ com fortes inibidores da CYP3A4 devido à possibilidade de aumento da exposição sistêmica ao vilanterol.1

Reações adversas comuns: infecção do trato urinário, sinusite, nasofaringite, faringite, infecção do trato respiratório superior, tosse, dor orofaríngea, constipação, boca seca.1

Reações adversas incomuns: fibrilação arterial, taquicardia supraventricular, taquicardia.1

Referências:

1.       Anoro™ Ellipta® (brometo de umeclidinio/trifenatato de vilanterol). Bula do produto.

2.       Donohue, JF. et al. Efficacy and safety of once-daily umeclidinium/vilanterol 62.5/25 mcg in COPD. Respir Med,  107 (10): 1538–1546, 2013.

3.       Maleki-Yazdi, MR. et al. Efficacy and safety of umeclidinium/vilanteroI 62.5/25 mcg and tiotropium 18 mcg in chronic obstructive pulmonary disease: results of a 24-week, randomized, controlled trial. Respir Med, 108(12): 1752-1760, 2014.

4.       Donohue, JF. Minimal clinically important differences in COPD lung function. COPD, 2(1): 111-124, 2005.

5.       Decramer, M. et al. Efficacy and safety of umeclidinium plus vilanterol versus tiotropium, vilanterol, or umeclidinium monotherapies over 24 weeks in patients with chronic obstructive pulmonary disease: results from two multicentre, blinded, randomised controlled trials. Lancet Respir Med., 2(6):472-86, 2014.

6.       Van der Palen, J. et al. A randomised open-label cross-over study of inhaler errors, preference and time to achieve correct inhaler use in patients with COPD or asthma: comparison of ELLIPTA with other inhaler devices. NPJ Prim Care Respir Med. 2016 Nov 24;26:16079.

7.       Riley, J. et al. Use of a new dry powder inhaler to deliver umeclidinium/vilanterol in the treatment of COPD. ERS 2013: Barcelona, Espanha. P4145.

8.       Restrepo, R. et al. Medication adherence issues in patients treated for COPD. International Journal of COPD,3(3) 371–384, 2008.