Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

Recomendações EULAR 2019 para o manejo de Lúpus Eritematoso Sistêmico

A Liga Europeia Contra o Reumatismo (EULAR) é uma organização que representa as pessoas com doenças reumáticas, profissionais de saúde e sociedades científicas de reumatologia de todas as nações europeias.1

Os principais objetivos da EULAR são reduzir o fardo das doenças reumáticas e melhorar o tratamento, prevenção e reabilitação das doenças músculo-esqueléticas, através de educação e pesquisa no campo da reumatologia.

Em março deste ano, a EULAR publicou uma atualização de suas recomendações sobre o manejo de Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), cuja última versão havia sido publicada em 2007. 

Dentre suas recomendações, um dos medicamentos avaliados para o tratamento da doença foi o belimumabe.

Confira a seguir as principais mensagens do material:¹

  • O tratamento do LES deve visar à remissão ou a baixa atividade da doença e prevenção de exacerbações em todos os órgãos, mantido com a menor dose possível de corticoides;
  • O tratamento com belimumabe é recomendado para o manejo de LES moderado e refratário, ou seja, é recomendado para pacientes que façam uso de corticoides e/ou imunossupressores que não possuam resposta adequada ao tratamento padrão;
  • BENLYSTA® é recomendado com nível de evidência A*;
  • O tratamento adicional com belimumabe deve ser considerado em pacientes com resposta inadequada ao tratamento padrão, ou seja, com atividade residual da doença, não permitindo a redução da dose de glicocorticoides.

 

Adaptado a partir da referência 1.

IM = intra muscular; IV = intravenoso

* Doença Leve: Sintomas constitucionais; artrite leve; erupção cutânea ≤ 9% BSA/PLTs 50-100x103/mm3; SLEDAI ≤ 6; BILAG C ou ≤ 1 manifestação BILAG B. Doença Moderada: Artrite / erupção cutânea tipo RA 9-18% de BSA/ vasculite cutânea ≤ 18% BSA; PLTs 20-50x103mm3/serosite. SLEDAI 7-12; ≥ 2 manifestações BILAG B. Doença grave: Doenças de maior risco para órgãos como: nefrite, mielite, cerebrite, pneumonite, vasculite mesentérica, trombocitopenia com plaquetas < 20x103 / mm3; doença tipo TTP ou síndrome hemofagocítica aguda. SLEDAI > 12; ≥ 1 manifestações BILAG A.

  • Referência

    1. EULAR. EULAR mission statement. Disponível em: <https://www.eular.org/eular_mission.cfm>. Acesso em: 24 jul. 2019.

    2. FANOURIAKIS, A. et al. 2019 update of the EULAR recommendations for the management os systemic lupus erythematosus. Ann Rheum Dis, 2019.