Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

 

Transtorno Bipolar e Transtorno de Estresse Pós-Traumático concomitantes

O diagnóstico preciso e a redução da carga dos sintomas tanto do Transtorno Bipolar (TB) como do Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) em um único paciente são desafiantes.1 Estratégias para melhorar a precisão do diagnóstico e o tratamento de ambos os distúrbios podem ser informados pela compreensão com que frequência esses transtornos ocorrem.1

Cerimele e colaboradores realizaram uma "revisão rápida" da literatura atual em torno da ocorrência concomitante de TB e TEPT, com foco em epidemiologia, correlatos clínicos e tratamento.1

Estratégia de busca e seleção dos estudos

Uma pesquisa no PubMed foi realizada, para artigos publicados desde o início até novembro de 2015, usando as palavras-chave "transtorno bipolar", "transtorno de estresse pós-traumático", "TEPT" e "mania" em combinações diferentes.1 Foram incluídos artigos que descrevem o tratamento de pacientes com co-ocorrência de TB e TEPT, sua prevalência, sua incidência ou seus correlatos clínicos. Os artigos cujos títulos não sugeriram uma descrição dos pacientes com co-ocorrência desses transtornos foram excluídos.1 Além disso, revisões de casos, meta-análises, estudos em populações pediátricas e artigos de texto completo que não descreveram a epidemiologia, correlatos clínicos ou o tratamento foram excluídos.1

Resultados

De 462 artigos identificados, 89 foram avaliados e 32 artigos finais foram incluídos na revisão.1

A epidemiologia de pacientes com ocorrência concomitante do TB e TEPT foi descrita na maioria dos estudos incluídos (23/32; 72%).1

Não foi identificado nenhum estudo comparando estratégias de tratamento nesses pacientes.1

Epidemiologia

A maioria dos estudos epidemiológicos que foram incluídos (17/23; 74%) relataram TB como doença primária (definida como a primeira doença diagnosticada: aquela para a qual o paciente se inscreveu em um estudo ou para a qual procurou tratamento).1

A prevalência de TEPT em pacientes com TB foi de 4-40% .1 Uma maior prevalência foi encontrada em:

  • Estudos que utilizaram entrevistas estruturadas, em comparação com aqueles que utilizaram o gráfico ou a revisão do código de diagnóstico
  • Pacientes com abuso de substâncias
  • Pacientes que foram hospitalizados
  • Pacientes com disturbios bipolar I em relação ao bipolar II
  • mulheres, comparadas aos homens.1

Em quatro estudos que relataram TEPT como doença primária, a prevalência de TB foi de 6-55%, utilizando entrevistas estruturadas.1 No estudo com o maior tamanho de amostra, a prevalência de TB em pacientes com TEPT foi relatada como sendo de 23,5% .1 Entre estes pacientes, a prevalência de bipolar I foi maior que a bipolar II (19,1% e 4,4%, respectivamente).1

Correlatos clínicos

"Indivíduos com Transtorno Bipolar e TEPT concomitantes experimentam uma alta carga de sintomas e menor qualidade de vida em comparação com indivíduos com transtorno bipolar sem TEPT".1

Entre os nove estudos que descrevem os correlatos clínicos, em comparação com os pacientes que não apresentaram TEPT, os pacientes com TB e TEPT concomitantes mostraram:

  • Maior gravidade dos sintomas ou comprometimento funcional
  • Maior prevalência da ciclagem rápida
  • Maior probabilidade de qualquer episódio de humor durante um período de acompanhamento de 8 semanas
  • Maior deficiência social
  • Pior qualidade de vida geral.1

Conclusões

A ocorrência concomitante de TB e TEPT é comum e uma maior carga de sintoma resulta da ocorrência concomitante do que de qualquer transtorno isolado.1 Os autores não encontraram estudos que avaliaram estratégias de tratamento para ambas as condições.1 Isso ressalta a necessidade de desenvolver tratamentos para co-ocorrência de TB e TEPT, e uma oportunidade para desenvolver estratégias de prevenção secundária em pacientes apenas com BD ou TEPT.1

  • Referências

    1. CERIMELE, JM. et al. Patients with co-occurring bipolar disorder and posttraumatic stress disorder: A rapid review of the literature. J Clin Psychiatry, 78(5): e506– e514, 2017.