Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

Veja universidades americanas onde ocorreram surtos de MenB1

De 2013 a 2015, quatro campus universitários passaram por surtos de doença meningocócica causados pelo sorogrupo B:

GARYSFRP. Autzen Stadium University of Oregon Eugene Shared Path. ID: 59787196. 2015. In: ISTOCK. Disponível em: <http://www.istockphoto.com/photo/autzen-stadium-university-of-oregon-eugene-shared-path-gm465471950-59787196>. Acesso em: 23 fev. 2016.

Universidade de Oregon: sete casos causados pelo meningococo do sorogrupo B aconteceram na Universidade de Oregon entre janeiro e junho de 2015. Um estudante faleceu.

DENISTANGNEYJR. Providence college. ID: 25074803. 2013. In: ISTOCK. Disponível em: <http://www.istockphoto.com/photo/providence-college-gm181856616-25074803>. Acesso em: 23 fev. 2016.

Providence College: dois casos aconteceram dentro de uma semana no Providence College, no ínicio de fevereiro de 2015. Todos os estudantes sobreviveram e não houve mais casos, provavelmente devido à rápida ação tomada pela universidade de vacinar os estudantes.

AIMINTANG. Blair Hall in Princeton University. ID: 18383151. 2011. In: ISTOCK. Disponível em: <http://www.istockphoto.com/photo/blair-hall-in-princeton-university-gm458720907-18383151>. Acesso em: 23 fev. 2016.

SAND SAND S. Santa Barbara. ID: 25034194. 2013. In: ISTOCK. Disponível em: <http://www.istockphoto.com/photo/santa-barbara-gm178593552-25034194?st=1298f54>. Acesso em: 23 fev. 2016.

Universidade de Princeton: nove casos aconteceram na universidade ou associados ao surto, de março de 2013 a março de 2014. Um estudante da Drexel University que esteve em contato com estudantes de Princeton faleceu. Alguns alunos estão sofrendo com efeitos neurológicos como perda de memória, dificuldade de reter informações e dificuldade de concentração.

Todas as universidades montaram clínicas de emergência para aplicar a vacina meningocócica B a todos os alunos de graduação, bem como alguns pós graduandos e funcionários, para ajudar a conter os surtos.

Os surtos de 2015 aconteceram apenas meses após o FDA aprovar duas vacinas que ajudam a proteger contra o sorogrupo B.

O Providence College e a Universidade de Oregon coordenaram esforços de vacinação em massa no campus e planejaram para clínicas administrarem as doses subsequentes das vacinas.

Os surtos na Universidade de Princeton e na Universidade da Califórnia em Santa Bárbara aconteceram antes das vacinas do sorogrupo B serem licenciadas para uso nos EUA. Nesse período, o FDA e o CDC trabalharam em conjunto, juntamente às universidades e oficiais de saúde pública locais, para disponibilizar a vacina sob condições especiais (special treatment Investigational New Drug – IND), em resposta aos surtos.

Pelo menos mais três surtos de doença meningocócica do sorogrupo B ocorerram em universidades americanas entre 2008 e 2011.

Os sintomas da doença meningocócica do sorogrupo B são os mesmos que para outros sorogrupos; incluem sintomas parecidos aos da gripe, como febre, dores em geral e dor de cabeça. Sintomas mais preocupantes e sinais de infecção incluem rash, desconforto ao olhar para luzes claras e pescoço endurecido.

Referência: 1. THE NATIONAL MENINGITIS ASSOCIATION. Serogroup B Meningococcal Disease Outbreaks on U.S. College Campuses. Disponível em: <http://www.nmaus.org/disease-prevention-information/serogroup-b-meningococcal-disease/outbreaks/>. Acesso em 29 jan. 2016.