Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

Ajude a proteger Ricardo com Refortrix 1

Ricardo, 65 anos
Viajante pelo mundo e blogueiro on-line.

Idoso sorrindo
  • Imunogenicidade

    • Imunogenicidade comprovada em adultos. 2
      • Até 96% dos adultos apresentam soroproteção/soropositividade contra todos os antígenos da vacina em 1 mês após a vacinação.*†‡
    • Soroproteção/soropositividade sustentadas por até 10 anos após a vacinação. 34 
      • Sustentada para a maioria dos antígenos da vacina por até 10 anos após uma vacinação de reforço inicial em adultos. 34
    • O CDC recomenda a vacinação com dTpa para pacientes como Ricardo que desejam viajar. 5
  • Tolerabilidade e Uso

    • Geralmente bem tolerada em adultos. 126
      • Os eventos adversos mais comuns são reações no local da injeção, mal-estar, fadiga e dor no local da injeção. 126
    • Refortrix pode ser utilizada em adultos e adolescentes com um status de vacinação desconhecido ou incompleto contra difteria, tétano e coqueluche. 1§
    • Refortrix pode ser utilizada em caso de lesão com propensão a tétano, em indivíduos que receberam a série primária de vacinação com toxóide tetânico. A imunoglobulina antitetânica deve ser administrada concomitantemente, conforme recomendações oficiais. 1
Refortrix é indicada na vacinação de reforço contra difteria, tétano e coqueluche em indivíduos a partir dos quatro anos de idade.  1

dTpa: vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular).
* Soroproteção contra difteria e tétano, soropositividade contra antígenos da coqueluche (toxoide, pertussis, hemaglutinina filamentosa e pertactina).
† Soroproteção/soropositividade sustentadas por até 10 anos.
‡ Devido à ausência de correlato de proteção contra a coqueluche, a imunogenicidade sustentada contra antígenos da coqueluche por até 10 anos pode não refletir necessariamente a duração da proteção.
§ Duas doses adicionais de uma vacina contendo difteria e tétano são recomendadas um e seis meses após a primeira dose para maximizar a resposta da vacina contra difteria e tétano.
¶ Em pessoas que receberam anteriormente uma série primária de vacinação com uma vacina com o toxoide tetânico, um reforço contra a difteria, coqueluche e poliomielite é indicado. 1
O perfil do paciente é fictício.

Referências:

  1. REFORTRIX [vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)]. Bula da vacina.
  2. Turnbull FM, et al. Vaccine. 2000;19(6):628-636.  
  3. Booy R, et al. Vaccine. 2010;29(1):45-50.  
  4. Mertsola J, et al. Clin Infect Dis. 2010;51(6):656-662.  
  5. Centers for Disease Control and Prevention. Pertussis. In: The Yellow Book: Health Information for International Travel 2018. Brunette GW, et al. (Eds). New York: Oxford University Press; 2017. [acesso em Novembro 2018]; Disponível em: https://wwwnc.cdc.gov/travel/yellowbook/2018/infectious-diseases-related-totravel/pertussis.
  6. Grimprel E, et al. Vaccine. 2005;23(28):3657-3667.