Você está deixando o Portal Médico GSK

Você está prestes a deixar o site da GSK. Ao clicar neste link, você será direcionado a um site que não pertence ou é controlado pela GSK. Portanto, a GSK não é responsável por demais conteúdos presentes neste site.

Continuar

Voltar

    

Mulheres caminhando
    

Atualização do Calendário Vacinal da Mullher

Quando você está atendendo suas pacientes no seu consultório e pergunta sobre a caderneta de vacinação, qual a reação delas? “O que é isso? Não lembro? Acho que está em algum lugar lá em casa?” Pois é. Infelizmente muitos adultos acabam esquecendo a importância de se manter a caderneta de vacinação atualizada e à disposição!1 Mas é importante lembramos que apesar de termos um dos maiores programas nacionais de imunização (PNI) do mundo, a maior parte das vacinas foi incorporada à partir dos anos 2000.2 Portanto, a oferta de vacinação para as pessoas nascidas antes dessa data era menor, comparado às disponíveis para um recém-nascido de 2020. 

Pensando nisso, no momento em que estamos de frente para um adulto, devemos ter em mente que é provável que ele não tenha recebido todas as vacinas necessárias para sua idade.1 No Programa Nacional de Imunizações (PNI) as vacinas oferecidas para adultos: 

  • 20-49 anos hoje são: dT, Febre Amarela, Tríplice viral e Hepatite B;3
  • Entre 50-59 anos: dT, Febre Amarela, Hepatite B e Influenza a partir dos 55 anos;3
  • Acima de 60 anos: dT, Hepatite B, Influenza, Pneumocócica 23- valente e Febre Amarela (avaliação médica).3

Já pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), mais vacinas devem ser consideradas, para adultos:4

  • Tríplice Viral (SCR), Tríplice Bacteriana (dTpa), Hepatites A e B, HPV, Varicela, Dengue (até 45 anos), Febre Amarela e Varicela;
  • E outras que dependem de uma avaliação mais individualizada, como meningocócica ACWY e B, Pneumocócica 13-valente e Herpes Zóster.

No caso das mulheres em idade fértil, é sempre importante confirmar se ela pode estar grávida ou não. Isso porque a maioria das vacinas do adulto não estão indicadas durante a gestação.5 Neste período devemos buscar a imunização materna com dTpa, Influenza e Hepatite B, seguindo as orientações das sociedades médicas e Ministério da Saúde.5,6 O Puerpério porém, é um momento em que podemos atualizar o calendário de vacinação, já que a maioria das vacinas podem ser feitas, mesmo em vigência da amamentação exclusiva com leite materno.5 Devemos estar atentos, neste caso, para as vacinas de febre amarela e dengue, onde a interrupção temporária da amamentação exclusiva é desejada, caso a vacinação seja necessária.5,7